“Do princípio ao início”: SPFW comemora 20 anos

Evento começa neste domingo (18/10) com desfile de Alexandre Herchcovitch
Evento começa neste domingo (18/10) com desfile de Alexandre Herchcovitch

A 40ª edição do SPFW, que acontece de 18 a 23 deste mês, comemora os 20 anos da maior semana de moda do hemisfério Sul e terá o retorno ao Parque do Ibirapuera – Pavilhão da Bienal, com o tema “Do Princípio ao Início”.

“Estamos falando de processos. Do princípio ao início pressupõe um ciclo. Cada edição é sempre uma nova etapa que se inicia”, explica Paulo Borges. “Ao longo destes 20 anos sempre trabalhamos com a ideia de compromisso, planejamento e longo prazo. Sempre apontando para o futuro, que é o papel inovador da moda. Nada se constrói sem essas premissas e é nesta perspectiva de tempo e perseverança que as coisas acontecem”.

“O SPFW é como uma tela em branco onde é possível cometer ousadias. Nosso papel é e continuará sendo instigar e provocar esta liberdade de criação com foco em mercado e inovação”, complementa Paulo.

O papel das semanas de moda é fomentar o desejo a partir de imagens memoráveis, transportando para a realidade mundos de sonho e fantasia. Nesta edição a arquitetura marcante de Oscar Niemeyer no prédio da Fundação Bienal estará presente na cenografia idealizada por Paulo Borges e com realização da Fresh Design. Imagens, roupas e maquetes de cenários assinadas por José Marton contam um pouco destes 20 anos em uma grande passarela de momentos emblemáticos. Outro destaque é a exposição “Fazendo Cabeça”, uma mostra do trabalho do designer e stylist Davi Ramos, com chapéus, casquetes e fascinators, que criaram imagens fortes de moda ao longos dos 20 anos.

Ao transcender o mundo da moda, o SPFW cumpre um papel articulador e provocado como plataforma transversal para diversas redes criativas, promovendo encontros e parcerias inspiradoras. Nesta edição, a Casa SPFW reúne em um único espaço o talento de artistas que dialogam com o design e a moda: o arquiteto Paulo Alves, que mistura em sua obra os fundamentos da marcenaria artesanal e a inspiração na arte concretista; a ArteSol com objetos decorativos selecionados junto aos mais talentosos artesãos de todo o país e que integram a rede criada pela entidade; e o designer Maneco Quinderé que fez o projeto de iluminação e que junto com Alves desenvolveu a luminária Jabuticaba.

SPFW: REAL E VIRTUAL SEM FRONTEIRAS

Experienciar o backstage, reuniões, processo de criação, prova de roupas, costura e até a primeira fila deixa de ser algo exclusivo de quem está presente na Bienal. O SPFW será a primeira semana de moda a transpor para o ambiente virtual esta vivência. Uma parceria pioneira entre o Facebook, O2 Filmes e SPFW trará para a rede social uma série de conteúdos imersivos inéditos, a partir de tecnologia 360º, que permite ao usuário olhar ao redor e viver a experiência como se estivesse no local.

A SEMANA

Diversas atividades foram pensadas para ocupar a cidade durante todo o período. A agenda começou no domingo (18) cedo, às 7h, com a realização da 7ª Edição do Iguatemi Fashion Run, corrida em um circuito de 5 km ao lado do Parque do Ibirapuera.

Durante toda a semana quem estiver no Ibirapuera pode conferir de perto e gratuitamente, na Oca, a Exposição “A dazzling beauty”, do fotógrafo de moda Miles Aldridge, um dos mais importantes fotógrafos da história contemporânea da moda.

Na segunda-feira, às 18h, será lançado o projeto “#VIVADEPERTO: o turismo no Brasil está na moda”, na Casa SPFW. No mesmo dia, às 20h, Ronaldo Fraga fará uma sessão especial de autógrafos para o livro “Caderno de Roupas, Memórias e Croquis” na FFWSHOP.

Terça-feira (20), o dia inicia com evento da WGSN no Iguatemi e durante a tarde acontece o lançamento da revista Conexão CKamura #10. Após o último desfile do dia, ocorre a After party ELLUS + FFW para animar a noite.

Já na quarta-feira (21), às 19h, na Praça das Artes acontece a abertura da exposição “À Flor da Pele”, com 150 obras de diferentes fotógrafos que registraram o universo feminino do Brasil nas últimas décadas. A curadoria é do fotógrafo Bob Wolfenson, do artista gráfico Helio Hara e do editor Ricardo Feldman. Na quinta (22) Lenny Niemeyer apresenta a sua coleção no Hotel Emiliano, às 11h. Às 17h, o arquiteto Paulo Alves assina seu livro na FFWSHOP e depois recebe para um coquetel na Casa SPFW.

SPFW20A #OcupaSãoPaulo

A natureza transversal do SPFW trouxe para São Paulo e para o Brasil um impacto muito além da moda. Com investimentos que superam 1 bilhão de reais, em 40 edições o SPFW projetou a cidade de São Paulo para o mundo e ao longo desses anos, o evento recebeu mais de 3 milhões de pessoas e a transmissão de seus conteúdos pela TV e Internet alcançou mais de 1 bilhão de pessoas em mais de 100 países.

O São Paulo Fashion Week também foi pioneiro desde 2001 na adoção e ativação das novas tecnologias de interação digital, tendo sempre em mente que uma semana de moda é geradora de conteúdo. Cada edição do SPFW provoca mais de 1 bilhão de visualizações de posts sobre o evento, com mais de 50 mil pessoas publicando conteúdos sobre o evento nas redes sociais, e mais de 1 milhão de usuários conectados a canais oficiais do SPFW e seu portal de moda e comportamento, o FFW.

No processo de construção de uma cultura de moda, o evento realizou 50 exposições, organizou e apoiou diversos seminários e palestras, além de editar sete livros, e publicações especiais como SPFWJournal e MAG Coleções.

O SPFW tornou-se o primeiro evento de moda a neutralizar suas emissões de carbono e este movimento deu origem à portaria da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, que tornou obrigatória a neutralização de carbono em todos os eventos de grande porte que ocorrem nos parques públicos da cidade de São Paulo. Desde 2007, a política de sustentabilidade do evento gerou uma remoção de aproximadamente 6.700 toneladas de dióxido de carbono da atmosfera e foi responsável pelo plantio de 42.474 mil árvores, o que corresponde a uma floresta de 25,4 hectares.

No campo da responsabilidade social, o São Paulo Fashion Week foi palco de 52 iniciativas que se associaram à visibilidade do evento para mobilização social. Foram no total seis projetos na área da saúde, seis projetos em sustentabilidade, um projeto de responsabilidade no trânsito, nove projetos de inclusão social e 30 ações em áreas de educação e inclusão realizadas em Centros Educacionais Unificados.

CONVÊNIO CONTEXTUALIZAR NA MODA

Nesta edição, o convênio entre o Sebrae e o Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod), chamado “Contextualizar na Moda”, inicia mais uma etapa com a participação de 20 micros e pequenas empresas de regiões como PR, MG, RJ, DF, PI, GO, PE, SC, TO e RS. As marcas selecionadas para esta edição do convênio colocarão à venda seus produtos na FFW Shop.

Também estará presente na FFWSHOP a marca Oriba, que terá duas camisetas à venda e cuja renda será revertida em 1 kit escolar que será doado posteriormente para os CEUs.

AÇÕES EM REDES

O envolvimento das redes sociais com o SPFW ganha um novo patamar nesta edição. Como imagem é fundamental para a moda o Instagram traz a #saladoinfinito. Um labirinto de espelhos vai permitir explorar inúmeras possibilidades de registro na rede social.

A troca de informações e conteúdos em rede também será infinita. Perosnalidades convidadas pelo evento poderão utilizar a ferramenta Facebook Mentions, para transmitir ao vivo e em tempo real suas impressões. Acompanhe pela #facebooklive.

Durante o SPFW diferentes figuras da moda participarão também de bate papos exclusivos no Twitter. Pela primeira vez a hashtag #SPFW ganha cinco Twitters emojis criados especialmente para o evento e a #FashionFlock que trará detalhes dos desfiles.

CALENDÁRIO DE DESFILES

Domingo (18/10)
1 – Alexandre Herchcovitch – 17h00

Segunda- feira (19/10)
1 – Animale – 17h00
2 – Uma Raquel Davidowicz – 18h00
3 – Ronaldo Fraga – 19h00
4 – Lilly Sarti – 20h00

Terça-feira (20/10)
1 – Vitorino Campos – 10h30
2 – Iódice – 12h30
3 – GIG Couture – 16h00
4 – João Pimenta – 17h00
5 – PatBo – 18h30
6 – Ellus – 20h00

Quarta-feira (21/10)
1 – Reinaldo Lourenço – 12h15
2 – Samuel Cirnansck – 16h00
3 – Apartamento 03 – 17h00
4 – Coven – 18h30
5 – Hêlo Rocha – 20h00

Quinta-feira (22/10)
1 – Lethicia para Riachuelo – 10h00
2 – Gloria Coelho – 12h20
3 – Fernanda Yamamoto – 16h00
4 – Juliana Jabour – 17h00
5 – Lolitta – 18h30
6 – Lino Villaventura – 20h00
7 – Osklen – 21h00

Sexta -feira (23/10)
1 – Giuliana Romanno – 10h00
2 – Patricia Viera – 11h30
3 – Wagner Kallieno – 16h00
4 – Ratier – 17h30
5 – Colcci – 19h00
6 – Amapô – 20h00

A agenda completa do SPFW está disponível no www.ffw.com.br/spfw. Acompanhe os desfiles ao vivo com exclusividade na internet pelo FFW.com.br e pelo Terra e na televisão no canal GNT.

A MODA NO CEU

Workshop/Oficina de construção de chapéus e adereços de cabeça com o designer e stylist Davi Ramos.
Quando: 19/10, às 10h
Onde: CEU Tiquatira (Av. Condessa Elisabeth de Robiano, 270 – Penha)

Exposição Fotográfica de Chapéus, Cabeças e Adereços de Moda – mostra fotográfica do fotografo Cristiano Madureira de chapéus e adereços, desenvolvidos pelo designer e stylist Davi Ramos.
Quando: 19/10 a 23/10
Onde: CEU Tiquatira (Av. Condessa Elisabeth de Robiano, 270 – Penha)

Exposição “O Mundo da Cenografia”
(Exposição de maquetes de projetos cenográficos de desfiles emblemáticos, criados e desenvolvidos pelo cenógrafo e designer José Marton, ao longo da história do SPFW. Acompanha uma exposição fotográfica).
Quando: 19/10 a 23/10
Onde: CEU Heliópolis (Estrada das Lágrimas, 2385 – São João Clímaco)

Workshop/Oficina de construção cenográfica com José Marton, formado em Artes Plásticas pela Faculdade Santa Marcelina (SP), que falará do processo criativo de desenvolvimento de cenografias para desfile.
Quando: 20/10, às 15h
Onde: CEU Heliópolis (Estrada das Lágrimas, 2385 – São João Clímaco)

Encontro com o arquiteto Paulo Alves. Oficina de criação e fabricação de produtos a partir de descartes e sobras de materiais.
Quando: 21/10, às 20h
Onde: CEU Inácio Monteiro (Rua Barão Barroso do Amazonas, s/nº – COHAB Inácio Monteiro)
O valor do Fazer Manual – Oficina
Quando: 22/10, às 14h
Onde: CEU Três Pontes (Rua Capachós, 344 – Jardim Helena)
Desfile Fernanda Yamamoto. Na ocasião também haverá uma conversa com a estilista sobre trajetória e inspirações. Fernanda destaca o trabalho especial desenvolvido nesta coleção com mulheres rendeiras da Paraíba.
Quando: 23/10, às 10h
Onde: CEU – Vila Atlântica (Rua Coronel Jose Venâncio Dias, 840- Jd. Nadini)

SPFW20A
OCUPASÃOPAULO

Processo. Criação. Construção. Transformação. Realização. Manifestação. Ocupação. Moda é mudança e movimento. Cíclica e dinâmica, é reflexo de seu tempo em suas várias expressões.

A moda é um condutor de inovação que transborda para toda a economia, impacta o entorno urbano e atrai novos negócios e consumidores. Nas cidades globais mais importantes, a implantação de polos criativos de moda e design tem sido parte importante de suas estratégias de atração de investimentos, negócios e turismo. A percepção de que a competitividade das economias e dos países depende cada vez mais dos setores da economia criativa tem pautado as agendas das politicas públicas que percebem que os retornos sociais e econômicos dessas ações são imensos.

A moda tem um papel de destaque entre os setores da Economia Criativa não só por sua capacidade de geração de emprego e renda, mas por sua interatividade com os diferentes segmentos da indústria, prova da dimensão econômica do setor bem como de sua dimensão cultural, além de sua capacidade de alavancar, direta e indiretamente, os mais diferentes setores da cidade. Turismo, comércio, educação, entretenimento, serviços, publicidade são alguns dos setores que interagem com a moda. Muitas profissões foram criadas ou tem nesse setor seu grande mercado de trabalho.

O São Paulo Fashion Week é um dos mais completos exemplos de como a economia criativa pode ser usada como estratégia de desenvolvimento para a cidade e o país. Ao transcender o mundo da moda, o SPFW cumpre um papel articulador e provocador, que lhe rendeu o reconhecimento internacional como uma das mais eficientes plataformas de comunicação do Brasil e um dos maiores eventos do gênero no mundo. Ponto de convergência de diversas redes criativas, firmou-se como espaço relevante de design, negócios e inovação, reunindo as principais marcas e grupos do setor e atuando como importante agente de transformação para toda a cadeia de moda no Brasil. São 20 anos de realizações e parcerias que abrem espaço para o surgimento de novos movimentos, processos e produtos, sempre a partir de uma visão de futuro que integra e consolida espaços e territórios criativos na construção e consolidação de uma cultura de moda no país.

Nas últimas duas décadas, a cidade de São Paulo conquistou uma posição global no universo de moda não só do país e da América Latina, mas de todo o hemisfério sul, como fonte de talento, criatividade e influência internacional. É esse espírito vibrante e inspirador que pulsa pela cidade de São Paulo que o SPFW celebra ao ocupar seus territórios e provocar novos olhares e reflexões. “Do princípio ao início” o SPFW comemora seus 20 anos com um legado de momentos icônicos que se eternizam em memórias impregnadas de inspiração e emoção.

DO PRINCÍPIO AO INÍCIO SPFW20A

A natureza transversal do SPFW trouxe para São Paulo e para o Brasil um impacto muito além da moda.

Com investimentos que superam 1 bilhão de reais, em 40 edições o SPFW projetou a cidade de São Paulo para o mundo. Ao longo desses anos, o evento recebeu mais de 3 milhões de pessoas e a transmissão do seus conteúdos pela TV e Internet alcançou mais de 1 bilhão de pessoas em mais de 100 países. A cada ano, a mídia espontânea gerada pelo evento gera um resultado de R$1,5 bilhão no território nacional e mais de US$ 80 milhões como repercussão internacional.

O São Paulo Fashion Week também foi pioneiro desde 2001 na adoção e ativação das novas tecnologias de interação digital, tendo sempre em mente que uma semana de moda é geradora de conteúdos. Cada edição do SPFW provoca mais de 1 bilhão de visualizações de posts sobre o evento, com mais de 50 mil pessoas publicando conteúdos sobre o evento nas redes sociais, e mais de 1 milhão de usuários conectados a canais oficiais do SPFW e seu portal de moda e comportamento FFW.

No processo de construção de uma cultura de moda, o evento realizou 50 exposições, organizou e apoiou diversos seminários e palestras, além de editar 7 livros, e publicações especiais como SPFWJournal e MAG Coleções.

O São Paulo Fashion Week tornou-se o primeiro evento de moda a neutralizar suas emissões de carbono. Este movimento deu origem à portaria da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente que tornou obrigatória a neutralização de carbono em todos os eventos de grande porte que ocorrem nos parques públicos da cidade de São Paulo.

Desde 2007, a política de sustentabilidade do evento gerou uma remoção de aproximadamente 6.700 toneladas de dióxido de carbono da atmosfera e foi responsável pelo plantio de 42.474 mil árvores, o que corresponde a uma floresta de 25,4 hectares.

No campo da responsabilidade social, o São Paulo Fashion Week foi palco de 52 iniciativas que se associaram à visibilidade do evento para mobilização social. Foram no total seis projetos na área da saúde, seis projetos em sustentabilidade, um projeto de responsabilidade no trânsito, nove projetos de inclusão social e 30 ações em áreas de educação e inclusão realizadas em Centros Educacionais Unificados.

Do princípio ao início, o elemento essencial continua sendo o mesmo: compromisso. Compromisso com um processo de construção e transformação de longo prazo em torno de uma ideia compartilhada por muitos. O compromisso, porém, precisa de disciplina, vontade e perseverança para seguir adiante e se perpetuar.

É próprio da moda se reinventar. Ela é feita sempre de novos começos e inícios, como telas em branco. E o início é um dos momentos mais importantes de todos. Pode ser muito instigante e pleno de criação e desenvolvimento. A primeira coisa a fazer é decidir ir até o fim.

Deixe uma resposta