Andrea Araújo abre em São Paulo sua individual, Todo Meu Ser

O curador Carlos Zibel e o casal de agentes artísticos Alexandre Caixeta e Dila Spinola brindam ao vernissage da artista plástica paulista Andréa Araújo, que abre no Espaço Dalmau, em SP, a exposição Todo Meu Ser, e ganha o carinho do marido, o empresário Alex Mendes.

Com festa e muita badalação, a artista paulista Andrea Araujo abriu sua exposição Todo Meu Ser, no ateliê-galeria do amigo David Dalmau, em São Paulo. Na noite, orquestrada pela Personnart, escritório de agenciamento artístico de Dila Spinola Oliveira e Alexandre Caixeta, e com curadoria de Carlos Zibel, Andrea recebeu o carinho do marido, o empresário Alex Mendes, e de nomes expressivos das Belas Artes, como Antonio Peticov, Neno Ramos, Alina Fontaineau e Guto Lacaz.

Divididas em três séries, SentiersSymphonie e Gênese, a exposição impressiona pela força e originalidade. “Eu amo pintar. O cheiro, a textura da tinta me integram… A mão suja, o pé descalço e a roupa manchada. Não há lugar melhor no mundo”, afirma Andrea.

Loislane Akilla, Dila Spinola e Carolina Oliveira
Andrea Araujo e Nancy Saeki
Carlos Zibel e Caci Pore Torres
Patrick Cardoso, Renata Cardoso, Rogerio Conde
Giane Prata
Akilla DalMau, David Dalmau
Carlos Zibel, Andrea Araujo e Claudio Tozzi
Renato Arcuri e Raissa Arcuri


Sobre a artista

Andrea Araujo nasceu em Guarujá – SP, em 1973. Santista desde 2004 formou-se em publicidade e cursa Artes Plásticas, na Panamericana, em São Paulo – SP. Natureza inquieta, desde criança encontrou na arte sua grande paixão. A criatividade era aguçada pela sua avó paterna, que acompanhou suas primeiras experiências com o mundo das tintas e pincéis. Esses sentimentos positivos e emoções estão gravados em sua alma e a motiva a seguir adiante, na sua vocação de artista.

No juventude fez sua primeira grande incursão no mundo das artes, participando de Salões em Santos e sendo premiada, como reconhecimento de sua vocação e talento. Agora, adulta, madura e ciente de seu destino, mergulha no universo da arte e se reinventa com a identidade artística, que estava adormecida em seu coração, desde a infância. Sua última exposição foi “Muretas na Cidade”, do Projeto Santos Criativa (2ª edição) realizada no maior jardim de praia do mundo, que transformou-se numa grande galeria a céu aberto.

Abstrata no estilo artístico, de arte contemporânea, com forte intuição e sensibilidade para o movimentoexpressionismo abstrato encontra sua identidade artística. Apaixonada e inspirada nos grandes mestres Salvador Dali, Manabu Mabe, Kandinsky e Franz Kline vem consolidando seu estilo e forma de fazer arte. Andrea Araujo é alegre, intensa e inquieta. Essa união com o pincel fazem a combinação de sua sensibilidade e reflete seu processo criativo de arte abstrata, trazendo uma forma pessoal de sentir e refletir a arte, que exala de sua alma, através das cores e emoções.

Fotos: Yllan Carvalho

Deixe uma resposta