Dior Cruise 2018 – Sauvage Collection

Ontem aconteceu em Santa Monica, Califórnia, o desfile da  Collection Dior Cruise 2018. O tema escolhido foi “Sauvage” para mostrar um lado mais selvagem, tanto…

Leia mais
Já havia visto algumas fotos desse excepcional fotógrafo, mas pouco sabia sobre seu trabalho e sua história.  Por indicação do amigo Breno Borges, me aprofundei mais nas técnicas usadas por La Chapelle e hoje posso compartilhar com vocês informações impressionantes!
Natural dos USA, o fotógrafo, nascido em 1969 impressiona com suas fotografias inusitadas, coloridas e irreverentes e foi considerado pelo New York Times como o “fellini da fotografia”.
Formado em Belas Artes pela North Carolina School of the Arts, também é graduado na Arts Student League e na School of Visual Arts, ambas de Nova York.

O fotógrafo David LaChapelle

Aliás, foi na famosa cidade que ele conseguiu seu primeiro trabalho como profissional, prestando serviço para a revista Interview. O que chama atenção nesse emprego é que a indicação para tal partiu de ninguém menos que Andy Warhol, o ícone do pop art e fundador da revista.
Capas da revista Interview

A partir daí, ele se tornou conhecido em NY e no mundo, por suas capas em todas as principais publicações de moda: VogueVanity FairRolling StoneInterview, The Face, entre outras.

 Capas com fotos de La Chapelle

Suas fotos sempre muito coloridas, envolvendo realidade e fantasia, também foram muito solicitadas na publicidade. O currículo de La Chapelle estende-se a marcas como L’Oreal, Iceberg, MTV, Ecko, Diesel Jeans, Sirius, Ford, Sky Vodka, Louis Vuitton, Schweppes, etc. Os últimos trabalhos foram para Viva Glam da MAC com Lady Gaga e Cindy Lauper e essa semana, a marca anunciou que ele fará o ensaio também dos novos garotos propaganda Rick Martin e Nicki Minaj para a Campanha Viva Glam 2012.

Campanha MAC Viva Glam
Campanha Schweppes com Uma Thurman
Campanha VMA MTV 2007
Foto para Louis Vuitton

É claro que com toda essa mídia e qualidade e diferencial de seu trabalho, o fotógrafo não passou batido pelas celebridades, tão ávidas por novidades no mercado pop, por isso, é comum ver retratos de La Chapelle de artistas contemporâneos, entre eles Whitney HoustonMariah CareyElton John, EminemPamela AndersonUma ThurmanElizabeth TaylorDavid BeckhamParis HiltonLeonardo DiCaprioHillary ClintonMuhammad Ali, Britney SpearsRihanna e Madonna. Mais recentemente, quem cai de amores por Chapelle é a não menos excêntrica, Lady Gaga.
David é tão completo que transpassou a fotografia e é bastante familiarizado também com câmeras de filmar, apesar de ter apenas um trabalho em sua filmografia, o documentário RIZE, lançado em 2004.
Ele assinou a fotografia de video-clipes com trabalhos para Jennifer LopezBritney SpearsAvril LavigneNo DoubtWhitney HoustonMacy GrayBlink-182Elton JohnChristina AguileraThe Vines e o muito celebrado video “Natural Blues” de Moby, vencedor de um prémio MTV para melhor video do ano.

Alexander McQueen 

Angelina Jolie e Gisele Bündchen
Christina Aguilera

Elton John e Courtney Love
Gisele e Kelly Minogue
Katy Perry
Lady Gaga
Naomi
Paris Hilton e Eminem
Mas, vamos a técnica! O trabalho de La Chapelle impressiona pela insanidade das imagens que cria, vindas de um mundo surreal, através de fotos ultra saturadas, bastante expressivas em cores fortes e quentes, que misturam glamour com uma fantasia cómica, de beleza e bizarria. Pros mais novos, seria a Lady Gaga da fotografia! Pros mais experientes, um Dali contemporâneo e com mais recursos.

Resumindo, seu trabalho é de tamanha peculiaridade, que facilmente é reconhecido.



Em suas fotos, o absurdo e o exagero de cores, formas, pessoas e situações é constante. LaChapelle cria um mundo estático onde tudo tem brilho e tudo o que compõe a imagem está ali exclusivamente para servir a foto, sejam os modelos ou um acessório aparentemente sem importância. Todos os elementos da imagem são cuidadosamente pensados para acrescentar ao enquadramento.

As imagens de LaChapelle estão carregadas de humor, ironia e surrealismo. O sexo é também uma constante no trabalho de David, não tão explicitamente. Ele implicita constantemente o tema, sem no entanto, nunca o mostrar. Mesmo a nudez, sendo amiúde explícita, tem sempre um sentido estético extremamente apurado e uma razão de ser muito forte.
A habilidade de David, torna a imperfeição de pessoas e objetos, em perfeição.
La Chapelle é com toda certeza um dos fotógrafos contemporâneos que mais trabalho dedica à fase da composição. Raramente as suas fotos são espontâneas, quase sempre têm um elaborado trabalho de composição de cor e equilíbrio envolvidos. Ele desenvolve com maestria o trabalho de produção, compondo todos os efeitos que pretende com a foto, no momento da captura da imagem, evitando muitos recursos digitais na imagem. Porém, como a cor é talvez o elemento mais essencial e mais marcante da fotografia de David, ele se tornou exímio na arte de manipulação digital, conferindo às suas fotos caraterísticas inéditas, como as cores que caracterizam o seu trabalho e transmitem a vontade de participar daquele mundo impossível no expectador.
Para aprimorar a produção, David segue normas como: usar cenários recheados de todo tipo de acessórios e adereços; manter personagens próximas à lente objetiva, para que todo o corpo possa comunicar com a imagem; usar planos americanos e planos gerais; e explorar a profundidade de campo, especialmente nas fotografias de exterior.
La Chapelle é o único artista fotográfico trabalhando no mundo de hoje cujo trabalho transcendeu o contexto de moda ou revista de celebridades e foi consagrado pela arte notoriamente exigente contemporânea.

Sua capacidade de criar cenas de extrema realidade com cores ricas e vibrantes faz o seu trabalho imediatamente reconhecível e a confusão inicial transmitida pelas imagens do fotógrafo é substituída após um tempo, pela curiosidade de decifrar todos os elementos que compõe a sua escrita visual.
Beijos e até a próxima!    
Nat Persi  .

Comentários