Cartier lança novos filmes da sua coleção icônica Juste un Clou

Cartier lança novos filmes da sua coleção icônica de joias Juste un Clou. Os filmes foram produzidos pelo diretor Sueco Christian Larson, que já trabalhou…

Leia mais

suzy-rego-atris-global-rede-globo-rio-bdgentrevista-blog-dudu-gontijo (3)

#BDGEntrevista – No fundo, quem é você?
Uma aprendiz. Em tudo.
#BDGEntrevista – Como acha que as pessoas te veem?
Como alguém otimista, animada, bem humorada, bem intencionada.
#BDGEntrevista – Para a maioria das pessoas, ser famoso é sinônimo de ser feliz, você concorda?
Fora assim, o mundo tenderia a ser bem infeliz, pois a quantidade de famosos no mundo é pífia…então discordo.
#BDGEntrevista – Ainda sobre ser famoso, essa condição atrai coisas boas, mas também alguns oportunistas. Você sente que as pessoas chegam perto por interesse, ou é possível identificar as amizades sinceras?
As amizades sinceras MESMO serão sempre aquelas que se contam nos dedos de uma mão…mas existem amizades sazonais, parcerias que são amigáveis, enfim, oportunistas aparecem para todos (famosos e anônimos), uma vez que aproveitam oportunidades para conquistar suas “vítimas”. E há também os enganos, os equívocos, muitas vezes as pessoas mostram quem são mas em alguns momentos a carência pode confundir.
#BDGEntrevista – Como começou sua carreira? Sempre exerceu esta profissão?
Comecei aos 13 anos como modelo amadora (alguns desfiles informais e fotos), com o passar do tempo e após concurso de Miss Brasil 1984 (2ª colocada) tranquei a faculdade de psicologia em Pernambuco onde morava e me mudei para São Paulo para me profissionalizar como modelo, viajar pelo mundo e através da publicidade cheguei aos testes para a TV.
#BDGEntrevista – Como você vê o Brasil do passado, de hoje e o do futuro, no âmbito social e político?
Concordo com De Gaulle : “Não é um país sério”.
#BDGEntrevista – O que acha dos grandes eventos que em breve irão acontecer no Brasil, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas?
Lamentáveis. Num país sério o empenho seria em melhoras na saúde, educação, transportes, economia, segurança, saneamento básico, turismo, empregos, lazer, esporte e cultura, etc.
#BDGEntrevista – Você é amigo da Presidenta Dilma? Qual sua opinião sobre o seu governo?
Usarei meu direito de permanecer em silêncio. Obrigada.
#BDGEntrevista – Mudando muito de assunto. Para você o que significava luxo e o que significa ter luxo nos dias de hoje?
Luxo é ter liberdade, viver sem preconceitos.
#BDGEntrevista – O cliente brasileiro tem alguma particularidade que você identifica quando procura um produto ou serviço de luxo?
Ostentação. Muitos inclusive desconhecem a excelência do teatro brasileiro (em muitos gêneros).
#BDGEntrevista – Hoje com a disseminação da informação e o apelo do varejo e suas campanhas, praticamente não existem limites para o consumo de luxo, e o produto exclusivo é cada vez mais raro. O produto customizado pode ser considerado o novo luxo?
Luxo é consumo. E ponto.
#BDGEntrevista – Finalizando, o que seria um pequeno luxo para você?
Transportes públicos de qualidade e quantidades satisfatórias no país todo. Mais e melhores hospitais públicos, escolas públicas referência, enfim, seria um luxo se toda a carga tributária que pagamos realmente honrasse seus castigados contribuintes.

suzy-rego-atris-global-rede-globo-rio-bdgentrevista-blog-dudu-gontijo (2) suzy-rego-atris-global-rede-globo-rio-bdgentrevista-blog-dudu-gontijo (1)

Comentários